Wicked Weasel - 929 sports top

Read more


Afinal, o smartphone mais seguro do mundo não era assim tão seguro…

O BlackPhone foi apresentado, no ano passado, como o smartphone mais seguro do mundo, mas agora descobriu-se que o dispositivo tinha uma vulnerabilidade que permitia a atacantes controlar funções vitais do telemóvel.

Mark Dowd, consultor na empresa australiana Azimuth Security, descobriu uma vulnerabilidade na aplicação de mensagens instantâneas do BlackPhone que permitia aos cibercriminosos ter acesso a mensagens e contactos.
Recorde-se que, quando foi lançado, o BlackPhone tinha o objetivo de fornecer uma forma segura de comunicar, evitando espionagem por parte de organizações governamentais e criminosas.
Segundo o ARS Technica, para explorar remotamente esta falha, os atacantes apenas necessitavam do número ou ID do BlackPhone. A partir daí, era possível ler mensagens, aceder a contactos, monitorizar os locais onde o telemóvel estava, enumerar as contas presentes no dispositivo e escrever código ou texto para o armazenamento externo do smartphone.
A culpa desta vulnerabilidade residia no SilentText, uma aplicação de mensagens seguras que vem pré-instalada no BlackPhone e é gratuita no Google Play. Antes de expor o problema publicamente, Mark Dowd reportou, em privado, a falha aos engenheiros responsáveis pelo BlackPhone, que conseguiram, entretanto, corrigir a vulnerabilidade.

EI

Read more


Requerimento para ouvir funcionários exonerados por causa do Citius foi chumbado

O Bloco de Esquerda tinha apresentado um requerimento para ouvir o antigo presidente do IGFEJ, Rui Pereira, e o vogal Carlos Brito. Na 1ª Comissão Parlamentar a proposta foi recusada.

Os deputados do PSD e do CDS-PP que estiveram hoje, 28 de janeiro, na 1ª Comissão Parlamentar, votaram contra o requerimento do Bloco de Esquerda para que os funcionários exonerados por causa do caso Citius fossem ouvidos. A proposta foi assim rejeitada, apesar dos votos a favor do PS, PCP e do partido requerente.

Este acabou por ser o ponto de trabalho mais discutido e debatido na reunião da Comissão. Isto porque os partidos da oposição consideram que os elementos da maioria estão a ilibar a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, e o Governo pelo bloqueio da plataforma informática Citius, através da posição tomada.

O grupo representativo do PSD considera que o caso Citius ainda está a ser alvo de uma auditoria técnica e que seria precipitado ouvir os funcionários exonerados. Foi mesmo dito que não há interesse e pertinência por parte dos sociais-democratas em receber Rui Pereira e Carlos Brito numa audição na 1ª Comissão Parlamentar.

O CDS-PP apoiou esta posição e invocou as declarações que têm sido feitas pelos membros exonerados na imprensa, o que já ajuda a saber a posição dos mesmos.

O PS e o PCP consideraram pelo meio que esta posição é uma forma de afastar responsabilidades do bloqueio do Citius da ministra da Justiça, uma posição que o PSD acabaria mais tarde por recusar.

Já no final do debate, perante as posições esgrimidas, o Bloco de Esquerda lamentou o facto de já não ter chegada ao país o bloqueio da plataforma informática da Justiça, como agora tem de lidar com o bloqueio da possibilidade de explicação do bloqueio.

Rui da Rocha Ferreira 

TEKSapo

Read more


Apple lança atualização iOS 8.1.3

O iOS 8.1.3 põe fim a uma série de bugs e reduz a quantidade de espaço necessário para instalar novas atualizações.

O novo iOS 8.1.3 corrige um conjunto de falhas de programação que impediam os utilizadores de, entre outras coisas, colocar a palavra-passe Apple ID no Messages e no FaceTime ou utilizar gestos multitarefas no iPad.
Além disso, o iOS 8.1.3 reduz a quantidade de espaço necessária para realizar a própria atualização – anteriormente, os utilizadores precisavam de um mínimo de 5,7 GB de espaço livre para instalar a nova versão.
De acordo com a Cnet, a adoção do iOS 8 passou de 14% em setembro para 69% esta semana, o que significa que, se analisarmos um período temporal semelhante, a taxa de adoção do iOS 7 foi mais rápida.

EI

Read more


Novo ministro das finanças grego já foi um homem dos videojogos


Yanis Varoufakis, antigo membro da equipa de desenvolvimento da plataforma Steam, foi o nome escolhido por Alexis Tsipras, o novo primeiro-ministro grego, para o cargo máximo no Ministério das Finanças.

O parlamento grego já recebeu um novo governo. Entre os ministros que tomaram posse encontra-se Yanis Varoufakis, um antigo economista da Valve e nome sonante no mundo dos videojogos, pela ligação ao popular serviço de jogos Steam.

Yanis Varoufakis irá deixar o mundo dos jogos online para passar a comandar as negociações do governo grego com a troika. O novo ministro das finanças daquele que foi um dos países mais afetados pelas medidas de austeridade irá trocar o cargo de economista e consultor na Valve, onde desempenhou um papel importante no desenvolvimento da distribuidora de jogos Steam.

A Valve, liderada atualmente por Gabe Newell, contou com a colaboração de Varoufakis, que diz nem ser grande fã de videojogos, entre 2012 e 2013 para analisar e desenvolver o modelo económico da plataforma jogos.

Tal como o agora ministra das finanças grego contou na primeira publicação do seu blog, a proposta da Valve chegou numa altura de dificuldades financeiras para a empresa. Terá sido feita através de um email que esteve muito perto de eliminar mesmo antes de abrir.

Aos 53 anos, Varoukafis agarra um novo desafio e assume uma das principais pastas do novo governo grego e a liderança das políticas que vão ajudar o país a ultrapassar uma dívida pública que já corresponde já a 175% PIB. 

TeKSapo

Read more


VivoMini: um desktop de 150 euros pouco maior que uma carteira de homem


ASH

São 131 milímetros de pura computação. A Asus acaba de anunciar a chegada dos VivoMini UN62 e UN42, com preços mínimos de 150 euros.

Os VivoMini UN62 e UN42 são pouco maiores que uma carteira de homem – mas foram feitos para terem preços que cabem na maioria das carteiras. Com um peso de um quilo e 131 milímetros de comprimento e largura e 42 milímetros de espessura, este pequeno quadrado computacional pretende reforçar a oferta da Asus no segmento dos computadores de secretária que são transportáveis. A estreia foi anunciada hoje, com preços a partir dos 150 euros.
Na ficha técnica, é possível constatar que os novos VivoMinis pode ser equipados com processadores Celeron, Core i5 ou Core i3 da Intel, dispõe de entrada para monitores 4K e produz um nível de ruído de 23,3 dB quando em funcionamento. 
Este miniPC dispõe ainda de conexões suficientes para operar com três ecrãs em simultâneo. Nas lojas da especialidade, vai ser possível escolher modelos com memórias DDR3L entre os 4GB e os 16GB; no armazenamento, as capacidades variam entre os 32GB e os 256GB.
No comunicado, a Asus descreve da seguinte forma o potencial dos novos PC: «Este equipamento pode ser usado em terminais de ponto de venda, sinalização digital, em ecrãs de quiosques ou como uma plataforma computacional para pequenas estações de trabalho; o VivoMini pode ser ainda utilizado como um computador pessoal ou para a família, para que todos possam navegar na web, jogar e ver filmes». 

EI

Read more


Luna: o resguardo de colchão que ajusta a temperatura da cama
















Este resguardo de colchão tem um conjunto de sensores embutidos que conseguem monitorizar os padrões de sono e detetar a respiração e o ritmo cardíaco do utilizador. Essa informação é depois enviada para uma app Android ou iOS que ajusta a temperatura da cama.
Na prática, o Luna propõe-se a aquecer ou arrefecer a temperatura da cama de acordo com a preferência do utilizador, sendo que também pode colocar temperaturas diferentes nos dois lados da cama.
Este projeto é open source, pelo que o resguardo poderá depois ser integrado com outros equipamentos presentes numa casa inteligente. De acordo com o Engadget, o Luna pode ser integrado com o Nest e, por exemplo, também pode ser programado de forma a trancar automaticamente a porta de casa quando o utilizador se deitar ou ligar a máquina do café assim que acordar.
O Luna já está disponível para pré-encomenda online em três tamanhos diferentes, por um preço de 179 dólares (cerca de 158 euros), embora a entrega só seja garantida a partir de agosto.
Conheça mais pormenores neste vídeo.

m

Read more


Malware já chegou aos drones

Foi descoberto um malware que explora uma backdoor presente nos drones Parrot AR e torna possível a um cibercriminoso assumir o controlo do dispositivo.


À medida que o mercado de drones cresce, crescem também as ameaças para estes equipamentos. Rahul Sasi, um investigador de segurança, descobriu uma forma de explorar uma backdoor presente nos drones Parrot AR.
Este malware, batizado de Maldrone, utiliza código malicioso no sistema Linux dos drones que permite pôr fim ao piloto automático e assumir o controlo do dispositivo, adianta oZDNet. Rahul Sasi refere que o Maldrone pode ser instalado discretamente e que o utilizador do drone nem dá conta do processo.
Descubra mais detalhes neste vídeo.

Read more


Conheça o Vivaldi, o browser superpoderoso do antigo presidente da Opera

Numa altura em que grande parte dos browsers se concentra em otimizar o seu software, a Vivaldi promete trazer um browser bastante funcional e sem a necessidade de extensões.

Chrome, Firefox, Safari, Internet Explorer, entre outros. A lista de browsers disponíveis é extensa e continua a merecer uma especial atenção por parte das gigantes da internet. Contudo, há quem não tenha receio dos rivais e prometa oferecer um serviço melhor e mais capaz, como é o caso do Vivaldi, criado pelo antigo cofundador e presidente da agora concorrente Opera.

A equipa "sentia a necessidade de um browser mais poderoso para as pessoas que quisessem mais dele", tal como diz Tatsuki ao site The Next Web. Para suprimir essas necessidades, o empresário juntou-se a Jon S. von Tetzchner, antigo presidente e co-fundador da Opera e criou a Vivaldi Technologies, fazendo nascer o seu próprio browser.

Nome

Hoje em dia, "a maioria das empresas estão a disponibilizar versões limitadas dos browsers, com recurso a extensões. Mas isso não é o que toda a gente quer", disse von Tetzchner, que abandonou a Opera em 2011.

Vivaldi traz uma série de novidades para o mundo dos browsers: a possibilidade de escrever notas numa captura de ecrã, de agregar vários sites num mesmo separador e até abas com tonalidades que se adaptam à cor predominante de cada site.

Para o futuro, o Vivaldi promete trazer novas funcionalidades relacionadas com o email e a sincronização entre vários equipamentos. A versão de testes já está disponível para download para Windows, Mac OS e Linux. 

Read more


The Resonance Project

Read more


12 telemóveis para comprar e usar em 2015

YotaPhone 2 – A Yota Devices é das tais marcas que vêm donde menos se espera para destoar com o status quo. A versão YotaPhone 2 já está à venda em Portugal desde o final de 2014, confirmando a intenção da marca russa de expandir a marca a nível global durante 2015. Dispõe de um ecrã 1080p Amoled de 4,7 polegadas e, na retaguarda, um ecrã e-Ink (o principal traço distintivo). Processador Snapdragon 800 e Android 4.4.


São 12 opções. Algumas já estão à venda e têm características técnicas confirmadas; outras só deverão sair para o mercado no final de 2015. Eis as máquinas com que vai querer andar no bolso ou na carteira.  

Alguns ainda estão no segredo dos deuses das tecnologias; outros, pelo contrário, foram anunciados no final de 2014 precisamente para ganhar espaço e condicionar a concorrência em 2015. Todos eles, por diferentes razões, poderão ser considerados os telemóveis que vão ditar as tendências em 2015 – e nalguns casos, devido às datas de lançamento, é mesmo possível que só em 2016 ganhem quota de mercado.
As três maiores famílias partem com perspetivas diferentes para o mercado mundial. O Android, que continua a dominar tanto no número de modelos disponíveis como nas unidades vendidas, tem como principal desafio a uniformidade – um objetivo que, notoriamente, se torna difícil de alcançar quando se verifica que a oferta vai do KitKat ao Lollipop sem esquecer o Android M. No caso do Windows, será o sistema operativo transversal a principal dor de cabeça – ou virtude (logo se verá). Em contrapartida, o iOS – e o iPhone, em geral – terá de desmentir os mais pessimistas que garantem que a criatividade da Apple chegou ao fim.
Uma coisa é certa: dentro de um ano tudo voltará a ser ao mesmo tempo familiar e diferente. Com um ciclo de vida que já oscila entre os 10 e os 12 meses, não haverá qualquer dúvida de que a maioria das marcas e modelos aqui presentes estará condenada a obsolescência, muito por força dos telemóveis que as mesmas marcas tratarão de anunciar.
Clique nas imagens inseridas nesta página para conhecer os 12 telemóveis de 2015. As imagens nem sempre correspondem ao dispositivo descrito na legenda (alguns dos telemóveis ainda não foram lançados) e a sucessão é aleatória, não refletindo preferência ou resultado de testes de desempenho.

Read more


Não é preciso mudar de gráfica para correr DirectX 12

A nova versão do DirectX irá correr nas placas gráficas e hardware mais modernos, sem que seja necessário adquirir novo equipamento. 

A Microsoft, a Nvidia e a AMD já confirmaram que a maior parte do hardware mais moderno já é compatível com a tecnologia DirectX 12. A confusão surgiu durante a apresentação da Microsoft, quando um responsável respondeu que seria necessário adquirir novo hardware, como placas gráficas, para tirar partido da versão 12. No entanto, uma notícia do Polygon confirma que, durante a apresentação, foram usados equipamentos da “era” DirectX 11.
Assim, espera-se que as placas gráficas com arquitetura Kepler, Maxwell e Fermi da Nvidia (série 400 até 900, incluindo a GTX 980), as série HD 7000, R7 e R9 da AMD e os chips Core a partir da quarta geração da Intel sejam capazes de correr esta tecnologia.
A Microsoft anunciou o DirectX 12 com a integração maior entre PCs e Xbox One e explica que esta tecnologia tem um desempenho 50% acima do que é registado com a versão 11 e uma maior eficiência na autonomia de portáteis.
O DirectX 12 só deverá ser lançado com o Windows 10 e estará ainda em fase de testes. 

EI

Read more


Impressora 3D portuguesa com redução significativa de preço

A Beeverycreative, startup portuguesa responsável pela impressora Beethefirst, começa o ano com mais novidades: suporte para filamentos de outras marcas e parceria ao nível do ensino.

Ano novo, nova forma de abordar o mercado. A Beeverycreative já foi lançada em 2013, mas a empresa ainda deu muitos "primeiros passos" no último ano. As críticas da imprensa especializada foram cruciais para a startup perceber como evoluir e os resultados ficam agora à vista.

Em primeiro lugar há uma redução de preço, com o valor de comercialização recomendado a baixar para os 1.299 euros, isto sem impostos. Quer dizer que em Portugal será preciso acrescentar quase mais 300 euros ao preço final, relativo ao IVA, para comprar a impressora.
6 de 30
Anterior
Seguinte

Beethefirst



O preço da Beethefirst até aqui rondava os 1.620 euros sem impostos, o que acaba por ser uma redução significativa no preço. "Várias críticas foram fantásticas, mas consideraram o preço demasiado alto", justifica em comunicado a empresa.

O preço mais acessível também vai permitir que a impressora portuguesa possa tornar-se mais competitiva relativamente a equipamentos como a espanhola bq Witbox ou a Qilive.

Além da quebra no preço, a Beeverycreative está ainda a comunicar que daqui para a frente será possível usar filamentos plásticos de outras marcas, sem que os utilizadores percam a garantia do equipamento. "Entendemos que a lealdade dos clientes não se deve tornar na dependência dos clientes", esclarece a startup.

Por fim foi ainda anunciada uma nova parceria que vai colocar a Beethefirst na área da educação. O acordo foi estabelecido com a também portuguesa Nautilus e em breve será revelado um kit específico tendo em conta o sector do ensino.

A startup Beeverycreative também já tem presença confirmada em alguns dos maiores eventos de impressão 3D que vão realizar-se em 2015, tais como o 3D Printshow de Madrid, Londres, Paris, Berlim e Nova Iorque. 

TeKSapo

Read more


O pior pesadelo de Hollywood regressa esta semana

A página principal do The Pirate Bay foi recentemente atualizada e conta com novas pistas que antecipam o regresso para o dia 1 de fevereiro.

Há dados cada vez mais concretos que apontam para o regresso do The Pirate Bay, o maior agregador de conteúdos ilegais do mundo e encerrado no final do ano passado pelas autoridades suecas. Uma atualização recente do site mostra um (velho) novo logótipo e mantém um relógio em contagem decrescente, que terminará no dia 1 de fevereiro.

The Pirate Bay

Desde o dia 9 de dezembro que o The Pirate Bay está inoperacional, depois de as autoridades suecas terem encerrado os servidores que tinham milhares de torrents que davam acesso a conteúdos ilegais. Contudo, os seus programadores não se deixaram intimidar e já ultimam os detalhes para o seu renascer. Mais um.

Desde o início deste ano que aparece um relógio em contagem decrescente no site do The Pirate Bay que sugere para um possível regresso para o próximo domingo, 1 de fevereiro. Agora, o site contém também uma opção de pesquisa - ainda indisponível - e um novo logótipo com uma fénix.

Para já, as únicas opções disponíveis são o Promo, um agregador de vídeos, e o PirateBrowser, um browser alternativo que contorna a censura online em alguns países como Coreia do Norte, Reino Unido e Irão.

Porquê uma fénix?
Este novo logo remete para um dos primeiros casos polémicos do The Pirate Bay. No verão de 2006, o serviço, então com três anos, foi alvo de uma outra operação da polícia sueca, que o deixaria offline.

O seu regresso aconteceu apenas três dias mais tarde, graças a um backup feito momentos antes da detenção por um dos programadores, e o novo site viria com um logótipo em forma de fénix, o que reforça ainda mais as possibilidades de o The Pirate Bay renascer já neste fim-de-semana. 

TEKSapo

Read more


Cientistas acertam o relógio do fim do mundo. Faltam 3 minutos para a meia noite

A falta de intervenção nas mudanças climáticas e a proliferação de armas nucleares fez com que os cientistas que gerem o Doomsday Clock adiantassem o relógio mais dois minutos.



site doomsday clock

O contador que serve como medida para o Fim do Mundo, ou Dia do Juízo Final como também é conhecido, é mantido pelo Bulletin of the Atomic Scientists, uma organização criada em 1945 por alguns dos cientistas que ajudaram a desenvolver o projeto Manhattan, que deu origem à bomba nuclear.

relógio do Doomsday foi criado em 1947 e mede em minutos a distância para um possível desastre nuclear, ou qualquer outra ameaça que possa por fim à vida na Terra como a conhecemos.

O mais longe que o relógio esteve da meia noite foi em 1991, quando faltavam 17 minutos, mas já esteve também mais próximo, em 1953 quando os cientistas calcularam que apenas dois minutos separava o mundo da perdição devido aos testes nucleares conduzidos pelos Estados Unidos e a União Soviética.

O relógio é considerado um dos alertas reconhecidos pela comunidade científica, envolvendo também a consulta de vários Prémios Nobel, e foi agora adiantado dois minutos face a 2012, a última ocasião em que os cientistas tinham mexido no ponteiro.

No site pode ficar a conhecer mais sobre o projeto e as suas raízes, mas também os argumentos que fazem com que os cientistas considerem que estamos mais próximos de um possível apocalipse.

"O relógio está agora apenas a três minutos da meia noite porque os lideres internacionais não estão a conseguir cumprir a sua missão mais importante e preservar a saúde e a vitalidade da civilização humana", pode ler-se no site. 

TEKSapo

Read more

Since 2005

Translate

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Ads

Pesquisar neste blogue

A carregar...

Share It

Ads

Loading...

Real-time Earth and Moon phase

Blog Archive

Ads

Rating Posts

Total de visualizações

Ads

Copyright

Creative Commons License
Web hosting for webmasters