A quanta radiação está sujeito sempre que faz uma viagem de avião?

Os passageiros frequentes ganham milhas nas companhias aéreas mas também acumulam exposição a radiações cósmicas. A app TrackYourDose ajuda a medir os níveis de exposição.



1 de 5
Anterior
Seguinte

TrackYourDose



A aplicação foi desenvolvida com base na investigação realizada no Physikalisch-Technische Bundesanstalt (PTB) desde 1997. Os investigadores estudaram a exposição a radiação cósmica às altitudes típicas de voos comerciais e, com base nessa informação, criaram um modelo matemático para calcular o impacto nos passageiros.

Todos os tipos relevantes de radiação são avaliados, mas particularmente a radiação de neutrões, produzida na atmosfera. Um voo de 10 horas a atravessar o Atlântico resulta numa radiação de 50 µSv a 100 µSv (microsieverts). Por comparação um raio x no dentista gera uma exposição entre 2 µSv e 6 µSv. passageiros.

Foram feitas mais de 2.500 medições em voos de altitudes entre 8 e 12 km entre 1997 e 2006 e os dados foram agora transpostos para uma aplicação comercial, a TrackYourDose que está disponível para telemóveis iOS.

Na aplicação contabilizam-se também outro tipo de radiações, nomeadamente aquelas a que todos estamos expostos no dia a dia, mesmo sem sair do chão, e que dependem da localização onde estamos, e a radiação artificial, provocada pela exposição a exames radiológicos. Estes devem ser adicionados individualmente para juntar à contabilização total.

Se quiser manter a contagem em dia vai porém ter de pagar. A app custa 1,99 euros e pode ser descarregada a partir da App Store da Apple. Está disponível em inglês e alemão.

TeK


0 Comentarios to "A quanta radiação está sujeito sempre que faz uma viagem de avião?"

Since 2005

Translate

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Total Views

Pesquisar neste blogue

Blog Archive

Rating Posts

Copyright

Creative Commons License
Web hosting for webmasters