Novo algoritmo da Google consegue criar novos pontos de vista a partir de imagens estáticas

É a inteligência artificial a mostrar todo o seu potencial. Com a tecnologia DeepStereo da Google é possível criar um terceiro ponto de vista “inédito” a partir, por exemplo, de duas imagens estáticas.

Consegue um computador saber como é o quarto lado de um quadrado, tendo apenas visto os outros três? Este é apenas um exercício prático para que possa perceber melhor o que a nova tecnologia da Google consegue fazer: recriação de ângulos de visualização apenas por aprendizagem a partir de outras imagens.

Quer isto dizer que o sistema DeepStereo da tecnológica sabe calcular com um relativo grau de precisão elementos que nunca viu. O sistema está a ser desenvolvido através de um grupo de estudo de funcionários da empresa.

Para exemplificar a sua nova tecnologia, a Google usou imagens do serviço Street View e “alimentou-as” com um vídeo do local. Depois através do processamento de imagens foi possível criar uma experiência tridimensional de várias localizações:




As possibilidades deste algoritmo são imensas, seja aplicada à indústria do cinema para dar mais realismo às cenas, seja para o ambiente da realidade virtual.

O “monstro” de análise do Google vasculha toda a informação relativa à profundidade dos elementos e à cor dos píxeis para extrapolar novas informações.

De acordo com a publicação de tecnologia do MIT, é expectável que num futuro próximo a Google comece a disponibilizar verdadeiras visitas em movimento dentro do Google Maps e do Street View.

TeK


0 Comentarios to "Novo algoritmo da Google consegue criar novos pontos de vista a partir de imagens estáticas"

Since 2005

Translate

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Total Views

Pesquisar neste blogue

Blog Archive

Rating Posts

Copyright

Creative Commons License
Web hosting for webmasters