Primeiro medicamento feito com impressoras 3D recebe aprovação para ser comercializado

Numa estreia mundial, as autoridades norte-americanas aprovaram a comercialização de um medicamento produzido com recurso a tecnologia de impressão 3D.


Da responsabilidade da Aprecia Pharmaceuticals, o Spritam é um medicamento na forma de comprimidos destinado ao tratamento de epilepsia.
Segundo a sua criadora, a tecnologia "ZipDose" usada permite criar comprimidos que se dissolvem e são mais rapidamente absorvidas pelo organismo face aos comprimidos “tradicionais”, avança a Reuters.
Apesar de ter recebido luz verde da FDA, o Spritam ainda deverá demorar alguns meses a chegar ao mercado, mas a sua aprovação abrirá, garantidamente, caminho à utilização mais recorrente da impressão 3D na indústria farmacêutica.
Este é apenas um dos usos de uma tecnologia que se antecipa promissora na área dos cuidados de saúde, nomeadamente na criação de próteses para diferentes aplicações. Além da possibilidade de desenvolvimento de produtos com especificações individuais para cada paciente, no lugar da habitual abordagem generalizada.
TEK


0 Comentarios to "Primeiro medicamento feito com impressoras 3D recebe aprovação para ser comercializado"

Since 2005

Translate

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Total Views

Pesquisar neste blogue

Blog Archive

Rating Posts

Copyright

Creative Commons License
Web hosting for webmasters