Na Coreia do Sul os robots também têm direito a carregar a tocha dos Olímpicos de Inverno

O país fez uma demonstração pública das suas aptidões tecnológicas ao utilizar dois robots na passagem do testemunho. Um deles chegou mesmo a furar uma parede para fazer a tocha chegar ao portador seguinte.




A dois meses dos Jogos de Inverno de Pyeongchang, a tocha olímpica está prestes a terminar a sua cruzada pela Coreia do Sul. Depois de "andar nas mãos" de atletas, artistas e outras personalidades de relevo para a cultura local, a chama foi passada para o HUBO, um robot humanóide. A máquina foi responsável por acender a tocha do portador seguinte no seu lugar de "nascimento", o Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia do Sul (KAIST), em Daejon.
Apesar de parecer tarefa fácil, o robot fez uma demonstração da suas capacidades ao cortar um buraco numa parede com um berbequim, passando depois a tocha para o seu criador, o professor Oh Jun-ho.

No vídeo do acontecimento, que foi gravado e publicado pela KBS News, destacam-se alguns momentos peculiares. No início é possível ver o HUBO a conduzir um buggy com o diretor do Laboratório de Mecânica e Robótica da UCLA à pendura.
Depois da passagem de testemunho, o professor Jun-ho passou a tocha a um FX-2, um robot tripulado com mais de 2,40 metros de altura que pesa quase três toneladas.
O HUBO, ao contrário do gigante FX-2, vai ajudar na organização do evento. Este humanóide, que consegue dar cerca de 65 passos por minuto, é um dos 85 robots que vão ser utilizados durante os Jogos Olímpicos de Pyeongchang para auxiliar as equipas humanas com a segurança, os serviços de informação, limpeza e pintura de murais.
Tek


0 Comentarios to "Na Coreia do Sul os robots também têm direito a carregar a tocha dos Olímpicos de Inverno"

Since 2005

Translate

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Total Views

ADS

ADS

ADS

Pesquisar neste blogue

Blog Archive

Rating Posts

ADS

Copyright

Creative Commons License
Web hosting for webmasters